sábado, julho 20, 2024
Desde 1876

Bola, condenado por matar Eliza Samudio, é preso por outra morte

O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, condenado em 2013 pela morte de Eliza Samudio, voltou a ser preso nesta quarta-feira (3), mas por outro homicídio. O caso em questão é o assassinato de Devanir Claudiano Alves, que aconteceu em 2009, um ano antes do desaparecimento de Eliza.

De acordo com o Ministério Público, Bola foi contratado pelo comerciante Antônio Osvaldo Bicalho, que teria descoberto um relacionamento extraconjugal de sua esposa com Devanir. No dia do crime, Bola teria inclusive confirmado a identidade da vítima antes de fazer os disparos.

Após o julgamento, ocorrido em 2019, o comerciante foi condenado a 14 anos de prisão, enquanto Bola foi condenado a 16 anos em regime fechado. Com o fim dos recursos, a Justiça então determinou as prisões de Bola e Antônio na última segunda-feira (1°).

Por causa do envolvimento no caso Eliza Samudio, Bola foi condenado em 2013 a 22 anos de prisão, sendo 19 deles em regime fechado. Eliza era mãe de um filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.

Em março de 2013, Bruno foi considerado culpado pelo homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado da jovem. Ele foi sentenciado a 22 anos e três meses de prisão pela morte e ocultação do cadáver de Eliza, além do sequestro do filho da jovem.

Fonte: Pleno News/Foto: Renata Caldeira/TJMG

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo