quarta-feira, julho 17, 2024
Desde 1876

Estado investe em programas, projetos e ações para pessoas com deficiência

“Todas as iniciativas do Governo do Estado voltadas às pessoas com deficiência são de grande importância, principalmente, para nós, que precisamos de atendimento de qualidade aos nossos familiares. As experiências que já tive no Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) com o meu filho – que é autista – foram as melhores possíveis. Ele é muito bem tratado e acolhido. Sou muito grata, porque, por meio do governo, conseguimos fechar o diagnóstico e seguir com o tratamento que ele necessita”, destaca a autônoma Gilzeane Alves, 46 anos, que acompanha o filho Guilherme Lobato, 11 anos, em todas as consultas, exames e terapias no Núcleo de Atendimento Transtorno do Espectro Autista (Natea), que faz parte do CIIR, em Belém. 

No mês de maio, o CIIR celebrou seis anos de funcionamento centrado nos cuidados da pessoa com deficiência física, auditiva, visual e intelectual, de todas as faixas etárias, destacando-se na assistência integral de média e alta complexidade na saúde pública do Pará. Neste período, foram realizados cerca de 1,5 milhão de atendimentos e distribuição de dispositivos e meios auxiliares de locomoção para usuários em reabilitação, entre eles, cadeira de rodas, aparelhos auditivos, próteses e órteses, oculares e faciais. 

A diretora Executiva do CIIR, Rejane Xavier, pontua que o Centro é uma iniciativa desafiadora que amplia a rede da pessoa com deficiência no Estado. “A instituição agrega em um único espaço, assistência médica ambulatorial, odontológica, reabilitação, oficinas para produção de órteses e próteses, além de serviço de Diagnósticos que aumentou, significativamente, a qualidade na atenção às crianças, jovens e adultos com deficiência no Pará. Nosso trabalho promove ganho de autonomia, empoderamento das pessoas com deficiência, redução das iniquidades e políticas públicas efetivas que promovem a inclusão e igualdade”, destaca. 

Para fortalecer direitos e atividades desenvolvidas para pessoas com deficiência, o CIIR participa do Programa “Doenças Ortopédicas da Infância” e “Saúde Por Todo o Pará nos Territórios Indígenas”, ambos do Governo do Estado; a ação do “Conselho Consultivo”, “Data Querida”, projeto “Meninos do Rio”, o “Cuida Natea”, do Programa de Atenção ao Cuidador (Proac). A unidade ainda dispõe de tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras); Projeto Planetree, Projeto de Inclusão no Mercado de Trabalho, Biblioteca Inclusiva, Projeto “Hardware for Good”, uma parceria entre a Fundação Dorina Nowill para Cegos e a Google; e Amigo do Meio Ambiente.

ESPORTE ADAPTADO – Por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), o governo estadual desenvolve o Programa Parádesporto, com o objetivo de impulsionar o esporte adaptado no Pará e realiza atividades esportivas gratuitas para pessoas com deficiência de 9 a 17 anos, em Belém. Ao todo, são nove modalidades esportivas realizadas na sede da Tuna Luso Brasileira. O Governo também garante apoio destinado à paratletas que participam de competições interestaduais, nacionais e internacionais. 

“É muito importante o investimento do governo nos paratletas. É uma iniciativa que visa a inclusão deles no esporte, podendo contribuir para grandes conquistas, pois o Pará é uma das referências em atletas com deficiência, que são destaque a nível nacional e internacional. É um verdadeiro orgulho para o nosso estado”, pontua Ana Paula Chaves, titular da Seel. 

O primeiro campeão mundial brasileiro de Paradança, David Pontes, 23 anos, é um dos paratletas que recebem apoio do Governo do Estado. Ele coleciona medalhas nacionais e internacionais em diversas competições da paradança. “Não há como descrever um momento como esse vivido ano passado, é um sonho de criança realizado, uma alegria muito grande. Eu agradeço muito a minha equipe e ao Governo do Estado, através da Seel, onde conseguimos todos os recursos necessários para nossa viagem, e o resultado disso foi o título inédito mundial para o Brasil e para o Estado. Além disso, levamos nossa cultura e arte. Nosso estado é um celeiro de grandes potências, com representantes nas principais competições do mundo”, celebra. 

SERVIÇO – O CIIR funciona na Rodovia Arthur Bernardes, n° 1000. Os usuários podem ter acesso aos serviços do CIIR por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, acolhidos pela Central de Regulação de cada município que, por sua vez, encaminha à Regulação Estadual. O pedido será analisado, conforme perfil do usuário, pelo Sistema de Regulação (Sisreg). Mais informações: (91) 4042-2157/58/59.

Fonte: Agência Pará/Foto: Marcelo Lelis/Ag Pará

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo