sábado, maio 25, 2024
Desde 1876

Melatonina: Quando suplementar e tomar o hormônio do sono?

O uso de melatonina para auxiliar no sono tem aumentado cada vez mais. No TikTok, por exemplo, diversos perfis postam vídeos falando sobre os benefícios do hormônio, que é encontrado com facilidade em farmácias em formato de goma, líquido ou em pó. O fármaco é o queridinho, principalmente, de quem tem problemas para dormir. Mas, afinal, o que é melatonina? E funciona de verdade? Há efeitos colaterais?

A melatonina é um hormônio produzido pelo corpo humano, no cérebro, que estimula o sono. Com o passar dos anos, essa produção pode cair e, em alguns casos, é recomendada a suplementação. O problema é o uso indiscriminado da substância e sem acompanhamento médico.

A melatonina não é um sonífero: tomou, dormiu. O hormônio prepara as funções biológicas de cada organismo para o momento do sono seguindo o ciclo circadiano, que nada mais é do que o relógio biológico do cérebro. É ele quem determina o ritmo do nosso corpo no decorrer do dia e também da noite. Esse ciclo mantém o corpo humano funcionando dentro de uma espécie de “cronograma”.

O principal fator externo que influencia o ciclo circadiano é a luz. Baseado nisso, nosso corpo libera hormônios referentes a algumas atividades: acordar, dormir, comer e até se exercitar. A melatonina é um desses hormônios, e é liberado quando não há mais estimulo luminoso. A melatonina desacelera o ritmo do corpo quando vai chegando a hora de dormir. Quando o corpo percebe que há luz novamente, o cérebro para de liberar a substância e por isso perdemos o sono.

Por isso não é recomendado o uso de telas antes de dormir, porque a luz do celular ou da televisão pode enganar o cérebro, que pode não liberar a melatonina. Outros fatores também podem atrapalhar esse processo, como alguns medicamentos, ansiedade, TDAH e o autismo. Nesses casos, a melatonina pode ser prescrita por um médico que vai avaliar a dosagem correta. É importante ressaltar que a melatonina não é tratamento para insônia.

A venda da melatonina é autorizada pela Anvisa, desde que o consumo não ultrapasse 0,21 miligramas por dia. Pessoas maiores de 19 anos não precisam ter receita para comprar o hormônio e precisam ser alertadas sobre as contraindicações. É importante avisar também que o suplemento não pode ser usado por períodos muito longos.

A substância é contraindicada para crianças, gestantes e lactantes. Quem possui alguma doença ou toma outros tipos de medicamentos não deve tomar melatonina por conta própria, mas procurar avaliação médica.

Dormir é muito importante e é essencial para nos mantermos saudáveis. Uma noite bem dormida influencia diretamente na nossa saúde, na disposição, no humor, na fertilidade, na restauração da imunidade, no bem-estar e muito mais.

Fonte: Pleno News/Foto: Freepik

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo