domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

‘Projeto Pipas’ leva conscientização a crianças e adolescentes sobre os perigos de empinar pipas perto da rede elétrica

Em parceria com a Equatorial Pará, iniciativa ocorre em escolas de Belém e Ananindeua.

Até 28 de junho, o “Projeto Pipas” percorrerá 16 escolas em Belém e Ananindeua com o objetivo de conscientizar crianças e jovens sobre os riscos de empinar pipas perto da fiação elétrica. De forma lúdica e educativa, a ação contará com brincadeiras, gincanas, apresentações teatrais e distribuição de gibis. A iniciativa, que iniciou na última segunda-feira, 17, tem o patrocínio da Equatorial Pará e é realizada pelo Instituto Cultural Amazônia do Amanhã (ICAA), por meio da Lei Semear do governo do Estado do Pará.

O objetivo do projeto é conscientizar crianças e jovens sobre os perigos de empinar pipas próximas às redes elétricas. A iniciativa busca educar e alertar a comunidade escolar sobre os riscos de acidentes graves que podem acontecer quando as pipas entram em contato com a fiação elétrica.

Liane Gaby, presidente do Instituto Cultural Amazônia do Amanhã (ICAA), fala sobre a idealização do projeto e sua importância. “O ‘Projeto Pipas’ nasceu da necessidade de abordar uma questão que afeta diretamente a segurança de nossas crianças e adolescentes. Empinar pipas é uma tradição popular, mas quando feita de maneira irresponsável, pode causar acidentes sérios. Nossa missão é levar informação e conscientização de forma divertida e educativa, garantindo que essa brincadeira continue sendo segura para todos.”

Ações

O projeto inclui dinâmicas lúdicas para o aprendizado e conscientização sobre os perigos de empinar pipas próximo a fios de eletricidade, como jogo de perguntas e tabuleiro, roleta numérica e corrida no tapete de cores com equipes formadas. Os ganhadores das dinâmicas receberão brindes como squeezes e bombons.

Além disso, serão distribuídos gibis em quadrinhos que contam as aventuras da “Turma do Geral,” um grupo de meninos e meninas do bairro (Chorão, Carapirá, João Vítor e Noca), que adoram pipas e têm muitas dicas importantes sobre segurança nesta brincadeira para compartilhar. Haverá também uma apresentação teatral dos personagens com uma história inédita.

Michelle Miranda, analista de Responsabilidade Social da Equatorial Pará, destaca a importância de um projeto social e cultural como esse não apenas pelo entretenimento das crianças, mas também pela conscientização que é gerada.

“A Equatorial Pará é patrocinadora do projeto Pipas há alguns anos. O período de férias é o de maior incidência de acidentes na rede por conta de pipas, então, trabalhar a conscientização para o público infanto-juvenil é fundamental porque eles vão replicar dentro de casa os ensinamentos de segurança que aprenderem”, reforça Michelle.

Cronograma

O projeto iniciou dia 17 de junho em Belém e Ananindeua e segue até o dia 28, passando pelos bairros da Pedreira, Coqueiro, Cidade Nova, Agulha, Marco, Águas Lindas, Benguí, Tapanã e Tenoné.

Serviço
Projeto Pipas
Quando: Até 28 de junho
Onde: 16 escolas de Belém e Ananindeua
Horário: de 9h às 10h45

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo