sábado, maio 25, 2024
Desde 1876

Tarcísio e Nunes recusam ir a ato com Lula no 1º de Maio em SP

Convidados por centrais sindicais, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o prefeito Ricardo Nunes (MDB) recusaram participar de um ato no feriado do Dia do Trabalhador em São Paulo, o qual terá a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A manifestação irá ocorrer na manhã dessa quarta-feira, 1º, no estádio do Corinthians, na Zona Leste de São Paulo. As informações são de Igor Gadelha, do Metrópoles.

De acordo com o colunista, Nunes participará da comemoração do 1º de maio promovida pela subprefeitura de Ermelino Matarazzo, também na Zona Leste da capital.

Outras autoridades também foram convidadas, como por exemplo, Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), do Senado, e Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, ainda não se sabe se as presenças foram confirmadas.

“Estamos seguindo a orientação de Zé Dirceu: compor com a centro-direita, neste momento histórico, é fundamental” disse José Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical, ao jornal Folha de S.Paulo.

No último dia 22, durante o Seminário Brasil Hoje – Diálogos para pensar o país de agora, o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, disse que o governo Lula (PT) é de centro-direita, e não de esquerda.

Segundo Dirceu, “essa é a exigência do momento histórico e político que nós vivemos”.

O ato desta quarta está sendo organizado por pelo menos sete centrais sindicais: CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB Intersindical e Pública. A expectativa é reunir cerca de 50 mil pessoas.

Imagem: Reprodução

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo