quarta-feira, abril 24, 2024
Desde 1876

Apoiado pelo Programa Semear, Projeto Cores do Pará leva a arte do muralismo a Bujaru

Apoiado pelo Programa Semear, da Fundação Cultural do Pará (FCP), o Projeto Cores do Pará levou o muralismo para o município de Bujaru, na Região de Integração Rio Capim. A iniciativa itinerante viaja por todo o estado com o objetivo de promover a intervenção artística e o envolvimento social por meio da arte de grafitagem.

Na cidade de Bujaru, o projeto contou com a participação de 30 alunos na Oficina de Capacitação e Artes Visuais – Arte em Grafite. Com a participação gratuita de pessoas a partir dos 12 anos, como parte das atividades foram realizadas aulas teóricas e práticas nas técnicas que transformam cenários urbanos em obras de artes para a comunidade local.

“O Cores do Pará é um projeto de capacitação em artes visuais que possui foco no graffiti e no muralismo. O programa promove minicursos e oficinas, recebendo jovens e adultos das comunidades que visitamos” disse André Monteiro, produtor da iniciativa. Na primeira fase do processo, os alunos participam de discussões sobre a história da arte, política, ética e cidadania.

“Eu sempre admirei a arte e é uma sensação gratificante poder levar às pessoas da comunidade de Bujaru e para o nosso bairro. O Cores do Pará é um projeto lindo para todos os jovens do município”, disse Fabielly Barros, participante da oficina.

Além de Bujaru, o projeto já visitou mais 20 municípios do Pará, levando arte, capacitação e inclusão. “A Equatorial Energia foi nossa parceira patrocinando o projeto Cores do Pará. Esperamos que cada vez mais as empresas se inspirem em patrocinar projetos no Estado, investindo na cultura e deixando mais legados para o povo paraense. Incentivar projetos culturais é a garantia de direito à cidadania, democratização da arte e cultura e estímulo à cadeia produtiva criativa, visando o desenvolvimento econômico, turístico e sociocultural”, disse Carmem Fischer, secretária executiva do Programa Semear.

Inscrições no Edital Semear 2024 encerram nesta quinta-feira (29) – A iniciativa da Fundação Cultural do Pará (FCP) regula o processo de seleção de projetos culturais aptos a captar recursos em empresas contribuintes do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) que, por sua vez, dispõem de incentivo fiscal para garantir o apoio.

O governador Helder Barbalho fixou em R$ 20 milhões o valor para a utilização como incentivo fiscal a projetos culturais através do Programa Semear, que em 2024 completa 20 anos. A medida mostra o Estado mantendo investimentos históricos em recursos de incentivo à pesquisa e à experimentação artística, bem como o apoio à produção cultural paraense.

Neste ano, a principal novidade é a aceitação de inscrições de dois projetos por proponente, no limite total de R$ 600 mil por submissão – antes o valor era de até R$ 400 mil.

Os projetos devem ter por objeto o campo artístico-cultural e podem abordar diversos segmentos e linguagens criativas e estéticas, como:

1 – Artes cênicas, musicais, literárias, visuais, audiovisuais, artesanais, tradicionais, contemporâneas, inovações e tecnologias culturais;
2 – Artes integradas, inclusivas e educativas no âmbito da cultura;
3 – Culturas originárias, populares, alimentares;
4 – Economia criativa;
5 – Design e Moda;
6 – Patrimônio material, imaterial e natural, e
7 – Pesquisas e acervos culturais.

Todos os critérios para submeter os projetos ao Programa Semear e outras informações, como documentos necessários e o cronograma completo, já estão disponíveis para consulta.

Para conferir o edital completo, clique aqui https://www.fcp.pa.gov.br/edital/10.

Para acessar o Sistema de Gestão de Projetos Culturais do Programa Semear, clique aqui http://sgp.fcp.pa.gov.br/app_Login/app_Login.php

Com colaboração de Arthur Andrade/Ascom FCP

Fonte: Agência Pará/Foto: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo