domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

Marcelinho Carioca: Acusada do sequestro é presa com quadrilha

A Polícia Civil prendeu em flagrante Eliane Lopes de Amorim, acusada de envolvimento no sequestro do ex-jogador Marcelinho Carioca, ocorrido em dezembro de 2023, em São Paulo. A suspeita estava em um condomínio de luxo em Igaratá (SP), em um imóvel utilizado por uma quadrilha para aplicar golpes financeiros.

Segundo informações do portal Metrópoles, outros 11 suspeitos de participar do grupo foram presos na residência, na operação realizada na última sexta-feira (22). Após a chegada das autoridades, parte da quadrilha tentou fugir junto de Eliane

A suspeita, no entanto, caiu em um barranco na parte de trás do imóvel e quebrou duas costelas. Ela foi levada a um pronto-socorro na região junto de outros suspeitos que se machucaram. Após receberem atendimento, eles foram encaminhados para a delegacia.

A polícia descobriu a central de golpes após receber denúncia de vizinhos que desconfiaram ao ver os moradores da casa entrarem e saírem com diversos equipamentos eletrônicos.

No local, as autoridades apreenderam 12 notebooks, 18 celulares, cinco fones de ouvido, três veículos e um sistema de internet por satélite. Nos aparelhos eletrônicos, foram encontradas planilhas com o passo a passo para aplicar os golpes nas vítimas, que eram clientes de banco.

SEQUESTRO DE MARCELINHO CARIOCA
Marcelinho relatou à polícia que foi ao show do cantor Thiaguinho, na Neo Química Arena, em São Paulo, no dia 16 de dezembro do ano passado. Ao sair do evento, ele passou na casa de Taís para deixar ingressos para outro show do artista que seria realizado no dia seguinte.

No entanto, os dois teriam percebido a aproximação de três criminosos e tentaram se esconder abaixados no carro do jogador, mas foram forçados a abrir a porta do veículo. Marcelinho disse que levou uma coronhada no olho esquerdo e que os bandidos chegaram a dar voltas com o carro por um baile funk antes de levá-los para um cativeiro em Itaquaquecetuba.

Antes de ser resgatado, Marcelinho disse que ele e a amiga foram obrigados pelos criminosos a gravar um vídeo dizendo que tinham um caso e que haviam sido sequestrados por vingança. A polícia, porém, disse que a ideia dos bandidos era criar uma pista falsa com a gravação.

Ainda de acordo com as investigações, os criminosos teriam usado o celular do ex-jogador para pedir dinheiro a familiares e conseguiram ao menos uma transferência de R$ 30 mil. Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Militar encontrou o cativeiro onde Marcelinho e Taís estavam e resgatou ambos no dia 18 de dezembro.

Eliane de Amorim havia sido detida junto dos outros suspeitos de envolvimento no sequestro, contudo, ela teve prisão domiciliar concedida pela Justiça porque é mãe solo de crianças menores de 12 anos. Após a nova detenção, ocorrida na última sexta, ela passou por audiência de custódia e teve prisão preventiva decretada.

Fonte: Pleno news/ Foto: Reprodução / Polícia Civil

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo