quarta-feira, abril 17, 2024
Desde 1876

Papa Francisco lava os pés de 12 presidiárias em Roma

O papa Francisco foi, nesta quinta-feira (28), ao módulo feminino da prisão romana de Rebibbia para celebrar a missa da Ceia do Senhor (In Coena Domini) com detentas, funcionários e agentes da unidade, que o receberam com aplausos.

Estava previsto na visita que Francisco lavasse os pés de 12 detentas, imitando o gesto de Jesus com seus discípulos na Última Ceia, que é comemorada nesta Quinta-feira Santa.

– Será um momento bonito que as detentas estão aguardando com nervosismo, porque foram elas que convidaram o santo padre. Para elas, a visita do papa é um sinal de grande atenção à realidade das prisões e de grande encorajamento – declarou o capelão do centro, Andrea Carosella, ao Vatican News.

O papa chegou à penitenciária, a maior das quatro femininas do país, por volta das 16h (12h em Brasília) em uma cadeira de rodas, como ele normalmente usa por causa de seus conhecidos problemas de mobilidade, e foi recebido nos portões por dezenas de mulheres que beijaram suas mãos e o ovacionaram de pé.

Ao fazer isso, Francisco continua uma tradição iniciada com seu pontificado em 2013 de celebrar a missa da Quinta-feira Santa não na catedral romana, a Basílica de São João de Latrão, mas em locais de sofrimento da sociedade moderna.

Em seus 11 anos de pontificado, ele celebrou a missa In Coena Domini, geralmente em prisões, mas também em centros de recepção de refugiados, em instalações correcionais para jovens ou em residências, com os doentes.

Em sua primeira Semana Santa em Roma como papa, em 2013, ele foi à prisão romana para menores em Casal del Marmo, onde voltaria uma década depois, em 2023, apenas uma semana após receber alta depois de uma bronquite que o manteve hospitalizado por três dias.

Em 2014, ele optou por passar a tarde com jovens pacientes de um hospital romano periférico, geralmente deficientes ou com problemas psiquiátricos, e em 2016 faria o mesmo com 12 imigrantes do centro de recepção em Castelnuovo di Porto, nos arredores de Roma.

Nos anos seguintes, Francisco visitaria as penitenciárias romanas de Rebibbia, Regina Coeli e Velletri, bem como Paliano, na província de Frosinone (centro).

Nesta quinta, o pontífice argentino abriu os ritos do tríduo pascal da Semana Santa na Basílica de São Pedro, no Vaticano, com a Missa Crismal, que comemora a instituição do sacramento da ordenação sacerdotal.

Nas últimas semanas, ele foi muitas vezes obrigado a renunciar à leitura de seus discursos devido a uma gripe, mas hoje leu sua homilia normalmente e nesta sexta (29) é esperado no Coliseu Romano para presidir a Via Sacra da Sexta-feira Santa, que pela primeira vez contará com meditações escritas por ele mesmo.

*EFE

Fonte: Pleno News/ Foto: EFE/EPA/VATICAN MEDIA

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo