segunda-feira, abril 22, 2024
Desde 1876

Tranquilidade marca realização da Feira do Pescado em Santarém

Para manter a tradição de uma das principais datas do calendário cristão, que é a de comer peixe no feriado de Sexta-Feira da Paixão, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap), através da Coordenadoria de Incentivo à Produção Familiar (Ciprof) e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), realizaram, na quarta-feira, 27, a tradicional Feira do Pescado. O movimento tranquilo marcou o primeiro dia de programação, que se estendeu até ontem, sexta-feira, 29, em nove pontos de venda.

A novidade este ano em relação às edições passadas é que a feira teve três dias de programação. Outra novidade também é que a programação também ocorreu em Alter do Chão e no Residencial Salvação. Outros pontos de venda foram o Parque da cidade; Feira da Cohab; Porto dos Milagres; Feira do Aeroporto Velho; Primeira Rotatória da Fernando Guilhon (Sentido centro bairro); Praça da Nova República e PA 457 (Rodovia Everaldo Martins) km 19 – Comunidade São Pedro.

A expectativa era comercializar aproximadamente 25 toneladas de pescado de diferentes espécies como Tambaqui, Tambatinga, Pirapitinga, Matrinxã e Pirarucu, todos provenientes de piscicultores locais. O produto estava disponível aos clientes a partir de R$ 15,00.

O preço acessível foi o que levou o morador do bairro Aeroporto Velho, Antônio Maciel, a se deslocar até o Parque da Cidade.  Ele já garantiu o peixe para o feriado santo.

“Muito boa essa feira idealizada pelo governo, pois facilita o acesso do consumidor ao pescado em locais mais próximos de onde residem. Facilitou muito, até porque, prefiro comprar sempre peixe fresco. Estou satisfeito com as opções e qualidade do pescado”, comentou.

O secretário da Semap, Bruno Costa, acompanhou a programação durante a manhã e avaliou como positivo o primeiro dia de vendas.

“Está tudo está bem organizado, o público está comparecendo e todo mundo vai poder levar o seu pescado com total segurança para casa. Enquanto município, queremos oferecer para a comunidade um produto saudável, fresco e de preço justo, além de oportunizar ao produtor um local adequado para a comercialização mais próxima ao consumidor final”, avaliou Costa.

Uma equipe composta por servidores da Sedap, Semap e Ciprof se desdobram para que a feira ocorra de forma tranquila com o atendimento adequado aos consumidores.

O biólogo e representante da Sedap, Zacarias Marques, também acompanhou o andamento da programação nos pontos de venda e ressaltou a importância do trabalho em parceria com vários órgãos, tanto da esfera estadual, quanto municipal.

“É um evento que é muito aguardado pelos produtores, pois melhora a economia local, estimula a produção do pescado no município e na região, e fomenta a cadeia produtiva local. Para obter o sucesso do evento houve várias reuniões de alinhamento. As expectativas já estão sendo alcançadas”, finalizou.

Visando garantir segurança sanitária e, principalmente, sucesso do evento, fiscais da Semap, Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Secretaria Municipal de Urbanismo e Serviços Públicos (Semurb), além da Vigilância Sanitária e Polícia Militar, estiveram percorrendo os pontos de venda.

A fiscalização buscou orientar os vendedores principalmente sobre o armazenamento correto do pescado, procedência, documentação necessária do pescado e obstrução de vias.

Imagem: Agência Santarém

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo