quinta-feira, maio 30, 2024
Desde 1876

Em 10 anos, Turismo contribuirá com US$ 16 trilhões na economia dos países, estima WTTC

Em 10 anos, as receitas vindas do Turismo contribuirão com 11,4% da economia mundial, gerando um impacto de US$ 16 trilhões do PIB dos países. Essas são as previsões divulgadas pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), organização que representa o setor privado da indústria de turismo global. O Relatório de Impacto Econômico (EIR) do WTTC indica, ainda, a previsão da criação de 449 milhões de empregos graças ao turismo, representando 12,2% da força global na próxima década.

No Brasil, o setor injetou no ano passado cerca de R$ 752,3 bilhões na economia do país, impactando com cerca de 8% do PIB nacional. O ministro do Turismo, Celso Sabino, comemorou a previsão da WTTC e citou um recente resultado para o setor. “Temos excelentes resultados nesse primeiro bimestre. Em fevereiro, por exemplo, computamos um crescimento de 27% nos gastos dos turistas estrangeiros, um total de R$ 3,4 bi. Só em janeiro e fevereiro, essas divisas internacionais somaram US$ 1,47 bi, que incrementaram nossa economia. É um marco espetacular”, destacou.

Com projeções mais aproximadas, a indústria do turismo não vai precisar esperar tanto para colher os resultados positivos. A expectativa da WTTC para 2024 é atingir uma alta histórica, com faturamento global de US$ 11,1 trilhões, o que representa um crescimento de 7,5%, quando comparado a 2019, período pré-pandemia. Também é esperada a geração de 357,8 milhões de novos empregos neste ano, um aumento de 4,1% em relação a 2019.

A WTTC indica que os gastos de turistas internacionais em 2024 devem subir 0,8%, atingindo US$ 1,9 trilhão de dólares. Já o valor desembolsado por turistas domésticos promete chegar a US$ 5,4 trilhão, 10,3% acima da alta atingida antes da pandemia de Covid-19.

TURISTAS CHINESES – Outro dado interessante trazido pelo WTTC mostra que os turistas chineses representam 15% de todos os gastos globais do Turismo. Em 2023, o país asiático enviou para o Brasil 42,5 mil viajantes e no primeiro bimestre de 2024, 7,6 mil chineses escolheram destinos brasileiros para visitar.

Para receber cada vez melhor esse público, no início do ano, o Ministério do Turismo credenciou 276 agências de viagens autorizadas na recepção de turistas vindos da China. As empresas selecionadas estão regulares junto ao Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas do MTur, o Cadastur, e poderão atuar na recepção, passeios e demais atividades turísticas desses visitantes.

CARBONO – O relatório também traz um novo olhar para o turismo a nível global: a necessidade urgente para a redução das emissões de CO2. A preocupação com a mudanças climáticas tem levado o setor a adotar novas estratégias para poluir menos o meio-ambiente e promover a sustentabilidade.

Entre as ações citadas pela presidente e CEO do WTTC, Julia Simpson, estão operações aéreas mais eficientes, com rotas diretas para evitar queima de combustível; a implantação de combustível de aviação sustentável (SAF); e por fim, a sugestão para que pequenos e médios hotéis invistam em ações de ESG (Sigla em inglês para Ambiental, Social e Governança), como a compra de insumos de produtores locais, reduzindo transporte e desperdício de alimentos.

Por Fábio Marques

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Fonte: Gov.BR/Foto: CCR Aeroportos

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo