domingo, julho 21, 2024
Desde 1876

Belém recebe os primeiros ônibus elétricos da nova frota

Os primeiros ônibus elétricos, que farão parte da nova frota de ônibus de Belém, foram apresentados à população na tarde de ontem, terça-feira, 2, na Estação do BRT Mangueirão. Os veículos fazem parte da primeira frota própria da cidade, que contará com 213 ônibus, dos quais 30 são elétricos e o restante com tecnologia de redução de emissão de gases poluentes.

A expectativa da Prefeitura de Belém é que os ônibus elétricos passem a circular na capital paraense já a partir do mês que vem, em caráter experimental, em uma linha, que será criada, conectando o terminal do BRT do Mangueirão até o terminal de São Brás. 

“É o início, é a primeira cidade da Amazônia, uma das primeiras do norte e nordeste. Então Belém, realmente, está dando um exemplo para o Brasil, para a América Latina”, declarou o prefeito Edmilson Rodrigues, sobre a apresentação dos primeiros ônibus elétricos da cidade.  “Belém vai ter uma frota de ônibus maravilha, moderna, para oferecer segurança e conforto para o nosso povo”, destacou o prefeito.

A aquisição é fruto de uma parceria da Prefeitura de Belém com o Governo Federal, a partir de recursos do PAC Seleções, e também de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para quem depende, diariamente, do transporte público, a chegada desses novos ônibus é um alívio. É o caso da autônoma e moradora do bairro do Mangueirão, Roseane Amorim. “A minha expectativa é que tudo melhore para nós. que andamos de ônibus. Com ar-condicionado vai ficar mais confortável, já que nossa cidade é muito quente”, acredita a autônoma.

Roseane Amorim, autônoma e moradora do bairro Mangueirão.

MODERNIDADE

Os primeiros ônibus elétricos de Belém são o modelo mais moderno do Brasil. A começar pela tecnologia, que é mais avançada. Eles são veículos do tipo monoblocos, ao invés de chassi e carroceria como os ônibus tradicionais. Isso os torna mais leves, seguros e econômicos, danificando menos o asfalto nas ruas e, principalmente, apresentam maior segurança e conforto aos passageiros e melhor consumo energético. São do mesmo modelo utilizado na COP de Dubai.

Os veículos ainda são adaptados para pessoas com deficiência, possuem ar-condicionado, internet wi-fi e carregadores de celular- tanto para quem vai sentado como para quem viaja em pé. A cabine do motorista conta ainda com o conforto de assento pneumático, direção moderna com controladores, monitor para as 7 câmeras internas e externas e retrovisores digitais internos.

Os ônibus possuem autonomia de 270 quilômetros com o ar-condicionado ligado, capacidade para até 76 passageiros e carregamento total da eletricidade em menos de 3 horas. “Nós produzimos esse ônibus aqui em trinta dias. Devido a nossa alta capacidade de produção, a gente tem uma alta capacidade de entrega de projetos especiais, como aqui em Belém”, ressaltou o diretor da Higer Bus para América Latina, Marcelo Barella.

“Essa transição que estamos fazendo, de um combustível fóssil para a energia, vai impactar diretamente na qualidade de vida do nosso usuário, mas também na qualidade de vida dos operadores do transporte público coletivo de Belém”, explicou a titular da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Ana Valéria Borges.

Imagens: Agência Belém

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo