quarta-feira, junho 19, 2024
Desde 1876

Norte Energia neutraliza emissões do consumo de energia elétrica da 3ª edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau

As emissões de carbono geradas pelo consumo de energia elétrica na 3ª edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau serão neutralizadas pela Norte Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Belo Monte. A companhia vai doar certificados de energia renovável I-REC (International Renewable Energy Certificate) em quantidade equivalente a toda energia elétrica consumida durante a montagem e desmontagem do evento e nos quatro dias, de 13 a 16 de junho, que o Chocolat Xingu 2024 acontecerá em Altamira, no Pará, Região Norte do Brasil. Pelo terceiro ano consecutivo a cidade sediará o evento, que vem se consolidando como um dos maiores do setor na América Latina.

Cada I-REC equivale a 1 MWh de energia gerada e ao adquiri-los, as empresas ou as organizadoras dos eventos conseguem garantir a neutralização das emissões de gases de efeito estufa (GEE) de Escopo 2, pelo consumo de energia elétrica.  Os certificados I-REC, emitidos pelo Instituto Totum, são reconhecidos internacionalmente e comprovam que a energia utilizada é de origem limpa e renovável, como a hídrica.

“É essencial adotarmos medidas que viabilizem a diminuição da emissão de gases poluentes e promovam o uso consciente da água e da energia. Precisamos estar comprometidos com a busca por fontes sustentáveis de energia. Ao incorporar essas práticas, as empresas não só demonstram seu compromisso com o meio ambiente, mas também inspiram seus clientes e parceiros a seguir o mesmo caminho. O Festival Internacional do Chocolate e Cacau, com sua grande visibilidade, está dando esse exemplo”, declarou Paulo Roberto Pinto, diretor-presidente da Norte Energia.

Desde 2022, a Norte Energia comercializa os certificados de energia renovável para organizações que buscam a redução das suas emissões e, além do Brasil, vem se destacando no mercado internacional, negociando com unidades consumidoras na Argentina, Colômbia, Uruguai e Austrália.  Nos últimos dois anos, a empresa comercializou 2,1 milhões de I-RECs.

ALTAMIRA

A escolha de Altamira para sediar o evento no Brasil se explica porque o município é um dos grandes produtores de cacau da região Transamazônica e do Xingu. A cidade está entre as 10 que mais exportam a amêndoa, reconhecida internacionalmente pela sua qualidade. De acordo com levantamentos da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), por ano, são 7 mil toneladas de amêndoas. Parte importante da produção está concentrada no Assurini, zona rural do município.

O Festival Chocolat Xingu 2024, que vai acontecer no Centro de Eventos de Altamira Vilmar José Soares, deve contar com a participação de 150 expositores de chocolate de Altamira, Brasil Novo, Medicilândia, Placas, Vitória do Xingu e Anapu e aproximadamente 200 marcas de chocolate. A expectativa de público é de 150 mil pessoas, entre visitantes locais, nacionais e internacionais.

Imagem: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo