quarta-feira, julho 24, 2024
Desde 1876

Estado assina cooperação inédita para combater insegurança alimentar

O governo do Estado e o Instituto Pacto Pela Fome assinaram, nesta terça-feira (18), um acordo de cooperação inédito com o objetivo de conjugar esforços para o fortalecimento do Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável. O documento foi assinado durante a realização de cerimônia oficial, em Belém. 

Na ocasião, o governador Helder Barbalho ressaltou a importância de se aliar a estratégia ambiental com o compromisso da melhoria da qualidade de vida e oportunidades para a população.

Foto: Marco Santos / Ag. Pará“Quero aqui registrar que nós estamos trabalhando fortemente para a redução dos níveis de vulnerabilidade, para que ativamente haja uma transformação da promoção social das pessoas. Digo sobre a relação da agenda ambiental com o combate à pobreza, com o combate à fome. E, efetivamente, este é o nosso maior desafio”, ressaltou Helder Barbalho.

Para a CEO do Pacto Contra a Fome, Rosana Blásio, a assinatura da cooperação representa um momento importante que garante mais apoio no atendimento da parcela da população que mais precisa de apoio. “O nosso foco é apoiar as ações de políticas públicas importantes que o Pará já tem realizado aqui na região. O pacto vem para somar esforços nessa jornada. As pessoas a serem beneficiadas são a população que está hoje em insegurança alimentar, seja grave, moderada ou leve”.

De acordo com Inocencio Renato Gasparim, secretário de Estado de  Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), a iniciativa vai atuar diretamente na gestão estadual e municipal. “Esse é um evento que faz parte da estratégia do governo do Estado de segurança alimentar e nutricional, conduzida pela Seaster, que vai fazer a preparação e a qualificação dos gestores municipais para que nos seus municípios eles elaborem o Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional”.

Sobre a participação das esferas governamentais e sociais, Barbalho destacou que a cooperação de esforços é o principal caminho a ser seguido no combate à fome. “Políticas como esta só são efetivas e geram eficácia se tiverem o envolvimento de todos os entes, dos entes federais, do Estado e, principalmente, dos municípios. Sem diminuir a importância do Estado ou da União, mas a real mobilização municipal é que permitirá que nós possamos chegar até as pessoas”.


Presente na solenidade, o prefeito da cidade de Santa Bárbara do Pará, Marcus Colares, avaliou a cooperação e a participação dos municípios como positiva: “A assinatura de hoje representa muito para o povo do Pará, mais uma ação do governo em conjunto, com parceiros também. É um dever de todos para que a gente possa trazer melhorias para o povo que mais necessita, que está em vulnerabilidade no nosso estado” .

O Instituto Pacto Contra a Fome trabalha com dois eixos: inclusão socioeconômica e acesso aos alimentos de qualidade nutricional. As ações estratégicas têm como foco central a redução da insegurança alimentar em todo o país. Para isso, o instituto passa a apoiar o Governo do Pará e os municípios na implementação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar.

Fonte: Agência Pará/Foto: Marco Santos / Ag. Pará

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo