quarta-feira, julho 17, 2024
Desde 1876

Luciano Hang reinaugura Havan devastada por enchentes no RS

A manhã deste sábado (22) foi marcada como um recomeço, na cidade de Lajeado (RS). Após 50 dias, a Havan reabriu as portas da megaloja que foi totalmente destruída pela enchente do mês de maio.

Em um momento de emoção, o empresário Luciano Hang reuniu todos os colaboradores para passar uma mensagem de persistência e força.

Durante todo o período em que a megaloja ficou fechada, todos os empregos foram mantidos, além de ter sido antecipado 13º e PPR (Programa de Participação nos Resultados) a todos os colaboradores. Aos que foram atingidos também pelas cheias, a Havan deu mais uma ajuda para reconstruírem seus lares.

– Estive aqui assim que a água baixou e vi um cenário de destruição em nossa loja. Troncos de árvores aqui dentro e todos os produtos e equipamentos destruídos. Jamais imaginei que conseguiríamos reerguer essa loja. É um milagre. Somente estando aqui, no Rio Grande do Sul, para entender a dimensão do que foi essa enchente de maio – declarou o dono da Havan.

Hang convidou para subir ao palco as famílias que já foram ajudadas pelo Troco Solidário Havan, e receberam os valores de suas mãos, em visita ao estado no início do mês.

– Essas famílias representam todas as que serão ajudadas pelo Troco Solidário, pelos clientes da Havan, que passaram em nossas lojas e fizeram as doações. Essas famílias representam o recomeço, a virada de página na história do Rio Grande do Sul – diz.

Após conversar com os colaboradores, o dono da Havan seguiu em direção a porta principal da megaloja onde, junto com as autoridades presentes, recebeu os clientes com abraços.

TROCO SOLIDÁRIO
Durante a reabertura da megaloja de Lajeado, o dono da Havan, Luciano Hang, anunciou a continuação do Troco Solidário destinado ao Rio Grande do Sul. Até dezembro, todo valor arrecadado será destinado a cinco instituições dos municípios atingidos.

– Precisamos continuar ajudando o povo gaúcho. Ainda não acabou, aliás, agora é o momento de recomeçar. Mas, é preciso a contribuição de cada um para que isso aconteça o mais rápido possível e as pessoas, finalmente, virem a página – diz o empresário.

Em maio, a Havan voltou toda a arrecadação do Troco Solidário, que recebe doações de clientes das 176 lojas em todo o Brasil. Ao todo, foram R$ 7 milhões destinados ao Rio Grande do Sul. Para fazer a distribuição, a varejista contou com a parceria dos clubes de serviço, Rotary e Lions, os quais ficaram responsáveis e seguem entregando a quantia de R$ 10 mil para 700 famílias.

Além disso, a Havan doou mais R$ 3 milhões. Esse valor foi dividido em cartões solidários de R$ 1 mil, para que as pessoas que sofreram com a enchente possam comprar na loja.

Para continuar contribuindo com o Rio Grande do Sul, basta ir pessoalmente até uma das megalojas Havan espalhadas por todo o país e fazer a doação ao Troco Solidário.

Fonte: Pleno News/ Foto: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo