domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

Seap realiza 81 diligências no primeiro final de semana da Operação Verão 2024

No primeiro final de semana de julho, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) totalizou 81 procedimentos, dos quais 52 foram realizados pela Central Integrada de Monitoramento Eletrônico (Cime) e 29 pelo Grupamento de Busca e Recaptura (GBR). Ambos atuaram no cumprimento de mandados de prisão, e na fiscalização de monitoramento eletrônico de pessoas que cumprem pena em regime aberto.

As infrações mais comuns registradas no município de Salinópolis (nordeste paraense) e nos distritos de Mosqueiro e Outeiro (pertencentes a Belém) foram dispositivos descarregados ou rompidos, violações de área e horário de circulação, e troca ou manutenção de equipamentos. Os policiais penais também abordaram 31 monitorados, que cumpriram todas as regras estabelecidas.

“A atuação do Grupamento foi muito positiva, visto que atuamos de forma preventiva, nos antecipando nas abordagens, coibindo a criminalidade, bem como fazendo as orientações pertinentes quando necessário”, informou o comandante do GBR, policial penal Richard Leão.

Os policiais penais do GBR também participaram de quatro operações conjuntas com as demais forças que integram o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Sieds).

“Foi um final de semana bem produtivo, com as equipes realizando o monitoramento eletrônico nos balneários, eventos e congêneres atendidos pela Operação Verão 2024. Todos os possíveis transgressores devidamente notificados, com respectivo encaminhamento de informações ao Sistema Judiciário, que irá decidir sobre qual medida adotar”, acrescentou a tenente-coronel Rita Silva, diretora da Central de Monitoramento Eletrônico.

Integração – A Operação Verão 2024 é executada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), e reúne todos os órgãos que compõem o Sieds, além de órgãos municipais e federais de segurança. Até o dia 5 de agosto, mais de 5 mil agentes de segurança reforçam o efetivo em 92 localidades do Estado.

A Central Integrada de Monitoramento Eletrônico é a unidade prisional virtual da Seap, que faz a instalação do dispositivo eletrônico no tornozelo e acompanha, em tempo real, via sistema on-line, o comportamento do monitorado.

O GBR é uma tropa especializada que atua principalmente no cumprimento de mandados de prisão e fiscalizações das regras de monitoramento eletrônico estabelecidas na decisão judicial de cada monitorado. O Poder Judiciário emite os mandados de busca e recaptura, e cabe também à Seap dar cumprimento.

Texto: Yasmin Cavalcante – NCS/Seap

Fonte: Agência Pará/Foto: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo